Coppola: “Quis fazer um filme como se fosse estudante”

Francis Ford Coppola veio ao Brasil para divulgar seu novo filme, ‘Tetro’, uma produção independente que ele mesmo financiou. Após adiar sua visita por problemas técnicos com seu avião, o diretor de sucessos como a trilogia ‘O Poderoso Chefão’ e ‘Apocalypse Now’ revelou à imprensa na tarde desta quarta-feira (01) que, desta vez, “quis fazer um filme como se ainda fosse estudante”.

Em ‘Tetro’, Coppola assina direção, roteiro e produção. Foi um trabalho realizado com uma equipe pequena: “Gosto de trabalhar com uma equipe pequena, torna o filme mais pessoal”, revelou, bem-humorado, dizendo que é sempre bom trocar experiências com pessoas de todas as idades: “É bom ter a experiência de velhos colegas e o entusiasmo dos jovens.”

Majoritariamente filmado em preto e branco, com os momentos situados no passado em cor, ‘Tetro’ conta a história de uma família marcada pela rivalidade. O protagonista, interpretado por Vincent Gallo e que dá nome ao filme, é um homem emocionalmente instável, que foi muito afetado pelos problemas envolvendo seu pai, seu irmão e uma ex-namorada.

Coppola disse que, no processo de criação do longa, quando se perguntou sobre o que gostaria de falar, percebeu que era sobre sua família, sobre sua relação com seu irmão: “Fazer um roteiro é obter respostas, quando você faz um filme você aprende muita coisa. Então, quando o assunto é pessoal, o prazer é duplo: além de aprender, você aprende sobre si mesmo. Cada filme é um aprendizado sobre algo. Faço filmes para aprender, não pelo dinheiro ou pelo sucesso.”

Como seu personagem, Gallo é muitas vezes considerado um ator difícil. Mas o diretor revelou que não teve problemas filmando com ele: “Nunca tive problemas com nenhum ator. Qualquer que seja o problema, ele pode ser contornado com compreensão: basta você aceitar o ator, mostra para ele que você tem confiança no trabalho dele.”

Sobre o uso da fotografia em preto e branco, Coppola revelou que sempre quis fazer esse filme em p&b: “O preto e branco é lindo e expressa metaforicamente as cores. Em um filme colorido você pode ser preguiçoso, no p&b não, você tem que usar vários tons de cinza, diferentes luzes… Eu queria fazer um filme em preto e branco, pois [esse recurso] traz uma certa realidade poética.”

Assista o trailer de ‘Tetro’:

Matéria escrita e publicada hoje no Portal da RedeTV.

Anúncios

Tags:, , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: