Artista busca levar alegria para seu público

A exposição ‘Galeno, Curumim Arteiro’, do artista popular Francisco Galeno, começou nesta quarta-feira (27) em São Paulo. Com cerca de 22 trabalhos, entre pinturas, objetos e esculturas, em sua maior parte em madeira, Galeno conta que busca transmitir alegria aos que veem suas obras.

Nascido em uma família de artesãos, Galeno diz que seu trabalho atual tem uma ligação muito forte com sua infância, vivida entre o Piauí, onde nasceu, e Brasília, para onde se mudou com 8 anos de idade e onde vive até hoje. Seu objetivo, revela, é fazer com que as pessoas se alegrem ao ver suas obras: “gostaria que percebessem que é o trabalho de alguém que é feliz, que teve uma infância feliz.”

Ele complementa dizendo que “gostaria que apreciassem uma mensagem alegre. São obras felizes, sem problemas. Acredito que contemplar uma obra de arte pode afastar os problemas. Queria que o público visse minhas obras e não precisasse ir ao analista”, contou Galeno, ao falar que seu sonho é “fazer com que as pessoas se sintam bem ao se depararem com suas obras, através das cores, dos objetos.”

A família, que é toda da região do delta do Rio Paraíba, no interior do Piauí, teve uma forte influência no trabalho de Galeno. “Tive a sorte de nascer em uma família que é toda de artesãos, desde o meu bisavô”, comenta. Galeno acredita que os lugares onde viveu convivem em suas obras: “Existe um diálogo entre a cultura mais popular [do Piauí] e o lado mais moderno de Brasília. Eu transito entre esses dois lados.”

Galeno diz que a arte não foi sua primeira opção, apesar do interesse ter vindo desde pequeno: “Eu não pensava em ser artista, eu pensei em ser jogador de futebol, estudei música, fiz teatro. Acabei indo para este lado da arte porque me permitia executar o que eu penso. Foi onde eu senti um clima mais ligado ao meio em que vivo”.

Sobre esta exposição em São Paulo, Galeno diz não ter expectativas: “Nunca tive expectativa de ser um artista famoso. Para mim o interessante é fazer, criar, mostrar meu trabalho para as outras pessoas.” Em sua opinião, a madeira, técnica que prefere para sua comunicação com o público, facilita a criação de objetos, esculturas e brinquedos, como as pipas e carretéis, alguns dos temas favoritos do artista.

Serviço:
Galeno, Curumim Arteiro
Onde: Galeria PONTES. Rua Minas Gerais, 80 – Higienópolis. Informações: (11) 3129-4218
Quando: de 27/10 a 27/11, segunda a sexta-feira das 10h às 19h e sábado das 10h às 17h.
Quanto: grátis

Matéria escrita e publicada no último dia 27 no Portal da RedeTV.

Anúncios

Tags:, , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: