Conheça a história por trás do 7 de setembro

Após 322 anos de colonização portuguesa (iniciada em 1500), o Brasil se tornou um país independente no dia 7 de setembro de 1822, há exatos 188 anos. A historiografia oficial diz que, às margens do riacho Ipiranga (atualmente canalizado, no bairro de mesmo nome em São Paulo), Dom Pedro I (então nomeado apenas D. Pedro, príncipe regente da colônia do Brasil) teria gritado, com a espada em riste, “Independência ou Morte”, após ser intimado por seu pai, o rei de Portugal D. João VI, a voltar para seu país natal.

O movimento de independência em nosso país, no entanto, já havia começado muito antes da proclamação oficial. Desde 1808, quando a corte portuguesa se mudou para o Brasil fugindo das guerras napoleônicas, os partidos políticos brasileiros iniciaram uma movimentação pela emancipação do Brasil com relação à Lisboa. A situação se agravou em agosto de 1820, quando eclodiu a Revolução Liberal do Porto em Portugal, forçando o retorno da corte e do rei D. João para aquele país. Os revolucionários pediam, entre outras coisas, a volta do pacto colonial, rompido quando a corte se mudou para o Brasil.

Outro importante marco em nossa liberdade política e econômica foi o “Dia do Fico”, em 9 de janeiro de 1822, quando D. Pedro, convocado pelos portugueses, se recusou a voltou para seu país natal. “Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto. Digam ao povo que fico!”, teria dito o futuro imperador do Brasil.

Em meio a disputas políticas com a metrópole portuguesa e lutando pela manutenção de seus interesses, a elite agrária brasileira, em especial a paulista, se uniu a um príncipe já interessado em ser imperador de um país independente, em um processo de independência que não foi nem violenta, nem contou com a participação popular. Após 1822, pouca coisa mudou em nosso país e as estruturas foram mantidas, sendo a escravidão [que só seria abolida em 1888 por pressões externas] o maior exemplo disso.

Outras datas consideradas para a Independência, embora quase desconhecidas, são a coroação do Imperador, em 1 de dezembro de 1822, ou mesmo o reconhecimento da Independência por Portugal e pela Grã-Bretanha, que só aconteceu em 29 de agosto de 1825.

Intertítulo histórico do texto escrito e publicado hoje no Portal da RedeTV (a parte de serviço foi feita por outro redator). Foi destaque na home de Jornalismo! (Feito só possível em um feriado…)

Anúncios

Tags:, , ,

One response to “Conheça a história por trás do 7 de setembro”

  1. Ricardo says :

    Outras datas para a independência posteriores a 1922 estão meio fora de moda. Não é verdade que a escravidão foi abolida por pressões externas. Essa afirmação põe a baixo a luta dos escravos e abolicionistas, que teve papel bastante significativo. As elites paulistas estão um tanto superdimensionadas nesse texto. Só pra lembrar: o café ainda não estava na moda, a produção de ouro estava à míngua, a cana ainda segurava as pontas, apesar do Caribe. São Paulo era uma vila de capiras que nem português falavam direito. E apesar de achar que Pedro Américo mereceria uma análise à parte (odeio ilustração, odeio!), pelo menos uma legendinha caberia, não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: