Cine Belas Artes luta para não fechar as portas

No final de março, o Cine Belas Artes, tradicional cinema de rua paulistano, encerrou sua parceria de 6 anos com um grande banco internacional, que integrava o nome do cinema desde 2004. Sem patrocínio, o cinema corre o risco de fechar antes do final do ano.

Aberto desde 1952, o Belas Artes já teve vários donos, nomes e patrocinadores, mas sempre se destacou por sua programação diferenciada. O atual sócio-proprietário, André Sturm, dono da distribuidora Pandora Filmes, afirma que “não dá para cobrir os gastos só com a bilheteria. As despesas chegam perto de 2 milhões de reais por ano.” E os gastos são muitos: por ser um cinema de rua, aluguel e IPTU são muito maiores que nos cinemas de shopping, além do gasto com os mais de 30 funcionários (um número bem acima da média).

Sturm frequenta o Belas Artes desde a infância, quando seus pais o levavam às matines do cinema. Ele conta que, em 2003, durante outra grande crise do local, decidiu “comprar a causa, literalmente”. Nesses 7 anos à frente do Belas Artes, o amor pelo local só cresceu. “A parte mais interessante é fazer a programação, tentando sempre colocar bons filmes em cartaz. Afinal, é principalmente esse detalhe que faz a tradição do lugar”, revela.

O cinema se destaca dos típicos complexos da cidade de São Paulo por exibir filmes alternativos e também sucessos do circuito comercial. Por esse diferencial, muitos fãs se preocuparam ao ver que o cinema corre o risco de fechar – e alguns deles se mexeram pela causa.

Salvem o Belas Artes
Ao ler uma matéria sobre o possível fechamento de seu cinema favorito, a publicitária Elen Posse, de 23 anos, pensou “porquê ninguém faz nada para ajudar?” e resolveu montar um blog, o http://patrocineocinemabelasartes.blogspot.com/, e uma página no Twitter para ajudar o Belas Artes em sua busca por um patrocinador. Em um dia, o perfil @belasartescine somou mais de 1.000 seguidores e, segundo Elen, 10 empresas já entraram em contato com o blog sobre o patrocínio.

A jovem conta que não conhecia ninguém da administração do cinema antes de iniciar a campanha. “Quando vi o ‘boom’ de seguidores [no Twitter], entrei em contato com a Pandora para linkar o blog no site deles. E o André [Sturm] me ligou para agradecer o apoio e mandar a apresentação [que o Belas Artes envia para os interessados em patrocinar o cinema].”

Elen diz que, quando uma empresa entra em contato com o blog, ela imediatamente já repassa o contato para a Pandora. “Eu passo todas as propostas pro Sturm, por isso não sei como andam as negociações, mas há empresas grandes interessadas!”, comemora.

O grande objetivo da campanha é manter o cinema aberto, “conseguir um patrocinador o mais breve possível”, diz Elen. E o que a publicitária ganha com a iniciativa voluntária? “O ganho é poder continuar indo ao Belas Artes toda semana!” Ela começou a frequentar o cinema há 5 anos, quando se mudou para São Paulo. “Eu fui ver ‘Os Sonhadores’ lá e desde então vou sempre, [o preço] é acessível, tem uma boa programação e eu gosto da curadoria. ”

Como Sturm, a preocupação de Elen é com um possível fechamento. “É um cinema que não tem pretenção, mas mostra cultura, traz filmes diferentes. Meu medo é que vire uma loja.”

Tudo pode dar certo
Outra iniciativa de apoio é a campanha “Salve o Belas Artes: Tudo Pode Dar Certo”, idealizada pela restauratrice Marie-France Henry. Desde 05 de julho, e até 05 de setembro, quem colabora com R$ 5,00 em uma dos 17 restaurantes participantes recebe um convite válido para uma sessão de cinema, de segunda a quinta-feira. Na bilheteria, basta carimbá-lo para ganhar uma sobremesa de cortesia em qualquer um dos estabelecimentos que aderiram à campanha.

O arquiteto Rafic Farah também participou da ação e criou o design da campanha (cartazes, material gráfico etc). A produtora O2 Filmes, do cineasta Fernando Meirelles, e que é sócia do Belas Artes, fará um filme sobre a promoção que será exibido nos cinemas.

Marie-France diz que gosta de reunir restaurantes em torno de eventos e cardápios temáticos. “Em relação ao Belas Artes, era necessário reunir muitos restaurantes: primeiro porque o cinema é um ícone da cidade e diz respeito a um coletivo, portanto não teria sentido ter apenas um restaurante envolvido na ação. E também porque quanto mais contribuições em dinheiro conseguirmos, mais proveitosa será a ação”, conta.

A restauratrice afirma que foi fácil reunir os restaurantes em torno da causa: “todos os restaurantes participantes toparam entrar na ação logo que eu sugeri. A campanha está sendo muito bem recebida, tinha muita gente nos restaurantes querendo contribuir antes mesmo do início da ação”, comemora.

Marie frequenta o cinema há 30 anos e tem certeza de que sua campanha terá um bom resultado, “que não é só financeiro, mas de mobilização popular em torno do problema. E também para mostrar para qualquer eventual patrocinador o quanto o Belas Artes é importante, mobiliza restaurantes, clientes, mídia, opinião pública, etc.”

O ideal é que o cinema não dependa de iniciativas como esta. Marie acredita que a campanha vai gerar uma receita importante, que, ela espera, seja “o suficiente para manter o cinema até que ele encontre um novo patrocinador”.

Marie e Elen lembram da iniciativa uma da outra e reafirmam a importancia de campanhas como as delas. Mas Marie alerta: “não é saudável que qualquer empresa se mantenha a partir de iniciativas como esta. O cinema vai sim conseguir um patrocínio com tanta mobilização.”

Apesar do apoio dos fãs, Sturm conta que a única salvação para o cinema é uma nova parceria. “Definitivamente precisamos de patrocínio ou apoio de empresas.” Segundo ele, ainda não existe nenhuma proposta adiantada, “mas há algumas empresas interessadas.” Ainda bem!

Matéria escrita e publicada no Portal da RedeTV.

Anúncios

Tags:, , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: