Dia do Meio Ambiente: pequenos esforços

Apesar dos grandes esforços internacionais, é mais fácil conseguir resultados com pequenas atitudes do que esperar pela diplomacia oficial. Dia 5 de julho é o Dia Mundial do Meio Ambiente, mas não adianta lembrar na saúde do planeta apenas por um dia e destruí-los nos outros 364. Atitudes simples como separar o lixo seco do orgânico, utilizar ecobags ao invés de sacos plásticos ou passar cinco minutos a menos embaixo do chuveiro fazem bem ao planeta e ao seu bolso. Reeducar a forma como agimos e consumimos pode ser a grande solução para os problemas ambientais.

A consultora de marketing sustentável e blogueira Karina Marinheiro dá a dica: “questione qual a procedência do produto [que você consome], reflita se realmente precisa dele e se não há uma alternativa mais sustentável.” Karina destaca que não existe nenhuma atitude com impacto zero, mas sempre é possível buscar o menor impacto. “Se cada pessoa refletisse sobre os impactos que suas ações geram, para ela e para o mundo, com certeza teríamos atitudes mais equilibradas, mais sustentáveis. A sustentabilidade está no equilíbrio entre os três pilares: econômico, social e ambiental.”

Um banho de ducha de 15 minutos gasta, em média, 171 litros de água, são 11,4 litros por minuto. De acordo com a Organização das Nações Unidas, cada pessoa necessita de cerca de 110 litros de água por dia para atender necessidades de consumo e higiene. No entanto, no Brasil, o consumo por pessoa pode chegar a mais de 200 litros/dia, afinal, aqui muita gente gasta isso só no banho. No chuveiro, outra dica é desligar a torneira enquanto você se ensaboa. O mesmo vale para a escovação dentária e o barbear.

Na hora de descartar seus resíduos, lembre-se de que, no Brasil, cada pessoa gera, em média, um quilo de lixo por dia. São 55 trilhões de quilos por ano e 91% desse lixo vai parar em lixões e aterros sem sempre sanitários. A separação do lixo reciclável gera dinheiro e ajuda o meio-ambiente. Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o Brasil lucraria cerca de R$ 8 bilhões por ano com a reciclagem consciente (a coleta seletiva atualmente movimenta R$3 bilhões por ano).

Apesar de parecer pouco, o Brasil apresenta índices elevados de reciclagem, mesmo quando comparado com países desenvolvidos. O Reino Unido, por exemplo, também recicla apenas 8% de seu lixo. Nosso país é o segundo que mais recicla alumínio: 89% do alumínio consumido aqui é reciclado, perdendo apenas para a Alemanha, que recicla 97% – segundo dados de 2008 do Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre).

Dados do IBGE apontam que a reciclagem vem crescendo no Brasil. Apesar de apenas 14% da população ter acesso a serviços de coleta seletiva, a reciclagem de papel subiu de 38,8% em 1993 para 43,9% em 2002 e a de alumínio passou de 50% para 89%. A reciclagem de garrafas PET cresceu 18,6% de 1994 a 2007.

Nas escolas, as crianças já recebem aulas sobre reciclagem, consumo consciente e educação ambiental, mas é importante que você incentive seus filhos a separar o lixo, economizar água e luz. Um mundo melhor passa por uma mudança de pensamento de toda a população, e investir nas crianças é garantia de bons resultados.

Esta matéria começa AQUIDia do Meio Ambiente: esforços internacionais.

Texto escrito no final de maio de 2010 para o Portal Vital, da Unilever, e publicado na primeira semana de junho. A versão editada está disponível no site, cujo acesso é restrito a usuários cadastrados. Atribui uma data aleatória para a publicação do texto aqui no blog, apenas para mantê-lo como registro.

Anúncios

Tags:, , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: