Boas surpresas

No começo de julho voltei da FLIP querendo ler tudo e mais um pouco. Foram tantos autores, tantas mesas e livros que me pareceram incríveis que não sabia por onde começar.

a chave de casaComecei por Tatiana Salem Levy, cuja mesa lamento imensamente ter perdido. Carla e Camila foram, amaram a moça e disseram que o livro devia ser incrível. Na volta, a Cá logo conseguiu um exemplar de A Chave de Casa, leu, adorou, emprestou para a Carol, que igualmente fez minha vontade de lê-lo crescer. Depois Camila me presenteou com outro exemplar deste mesmo livro, e a leitura foi incrível, a jovem escritora é fantástica, e isso não é um exagero. Ela merece todos os elogios literários! O meu exemplar depois de algum tempo foi emprestado à Carla, e a roda de leitoras da FLIP 2009 se fechou com sucesso absoluto para Tatiana Salem Levy, que tem um estilo nada convencional, um jeito diferente e cativante de contar sua história.

Depois fui procurar outras coisas de Atiq Rahimi, escritor afegão que vive na França e que além de muito talentoso revelou-se incrívelmente charmoso; deste lamento ter perdido a coletiva de imprensa. Antes da FLIP ganhei do Renato Pompeu, crítico literário da Caros Amigos, onde estava estava “>estava “>trabalhando na época, um exemplar do livro que Rahimi estava lançando na FLIP, Syngué Sabour – Pedra-de-paciência, um livro diferente das leituras às quais estamos acostumados, mistura de prosa com a poesia persa que Rahimi carrega dentro de si, um livro primoroso!

terra-e-cinzasSeu primeiro livro, que se autodenomina ‘um conto afegão’ e foi escrito em persa, Terra e Cinzas, não é tão impressionante quanto este último, mais recente e escrito em francês, mas ambos carregam muitas características em comum, especialmente para quem lê as traduções em português. De Rahimi ainda não li As mil casas do sonho e do terror, que está na estante aguardando sua hora e vez. Mas é bom perceber que entre o primeiro e o terceiro e mais recente livro o escritor progrediu e se aperfeiçoou!

A partir de agora, espero bons frutos da produção literária de Atiq Rahimi e Tatiana Salem Levy. É bom encontrar em um autor uma leitura amiga e agradável, mesmo que as narrativas sejam tão tristes, como me pareceram as histórias contadas por estes dois autores. E em especial, é bom ler um livro de um autor desconhecido, do qual nada se espera. Daqui pra frente sei que eles estaram revestidos de expectativas devido à boa impressão que já me causaram, o que pode prejudicar a leitura de seus futuros romances. Mas aguardo ansiosamente!

Anúncios

Tags:, , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: